Além da Magia – Tahereh Mafi

4
1016

Além da Magia é um livro encantado, sim, um livro encantado. É todo envolto em magia, personagens encantadores e lugares impressionantes. A história se passa entre as cidades fictícias (ou não) de  Furthermore e Ferenwood, e somos apresentados a Alice, uma menina encantadora e cheia de coragem. Animais feitos de papel, o tempo que fala com as pessoas, mudança de cores dos animais, do céu, enfim, a cada página somos apresentados a situações inusitadas, mas que mesmo as vezes parecendo sem sentido, fazem todo sentido do mundo.

 Gostei bastante desse livro, possui 364 páginas, possui uma capa muito bonita e em tons de rosa e a história é contada em terceira pessoa. Alice é a nossa personagem principal e é uma figura singular em todos os sentidos. Em um lugar onde tudo gira em torno das cores, ser uma garota praticamente sem cor, tornava Alice diferente de todos. Alice era branca e com cabelos brancos, mas isso não significa que ela não tinha cores em seu coração. Mas ela não é singular apenas por isso, Alice é uma jovem corajosa e amorosa e esses dois adjetivos são o combustível de toda a história.

 Conheceremos alguns outros personagens durante as aventuras da nossa menina singular, como o pai e a mãe de Alice e também o Oliver, que apesar de não possuir uma boa relação com a menina no início da história, com o passar do tempo torna-se um personagem muito importante. O Pai de Alice era um pai bondoso e o melhor amigo da menina, enquanto a mãe, pelo menos na cabeça de Alice, era uma mulher um tanto apática, mas a menina amava a mãe e nem tudo na vida é como realmente acreditamos, não é mesmo? E com Além da Magia, é exatamente assim.

 Oliver e Alice não eram amigos, mas um dia o menino a procura pois está precisando da sua ajuda. Apesar de não o suportar a menina o ajuda, pois em troca conseguiria algo que ela queria muito e assim iniciam uma jornada perigosa, emocionante e surpreendente. Uma jornada que fará com que nossos personagens conheçam mais sobre o outro, mas ainda melhor, conhecerão mais sobre si mesmos.

 Esse é dos livros mais surpreendentes que li, não somente pela história em si, mas também pela forma que a autora escreveu. A autora não nos conta os nomes dos pais de Alice, eles são simplesmente Pai e Mãe e isso para mim foi uma forma dela representar todos os pais a partir desses dois personagens, pois, apesar de ser uma história cheia de magia e fantasia, conhecemos um pai e uma mãe com problemas, pensamentos, defeitos, qualidades e sentimentos comuns a todos os pais. Possui um ar de conto de fadas, gira em torno de magia e de um mundo encantado, mas além disso a autora transformou o livro em algo íntimo, pois, a mesma interage com o leitor, trazendo o mesmo para dentro da história e fazendo com que raciocinemos com ela.

 Mas além de tudo que já citei sobre a história, ela traz uma mensagem final muito linda, o livro fala sobre aceitação, sobre como o mundo pode ser cruel com aqueles que são diferentes, mas que as pessoas devem ser as primeiras a se amarem como são, que a primeira aceitação deve partir de nós mesmos. Que a felicidade não depende do outro e sim de cada um de nós e do quanto nos amamos exatamente como somos.

 Até breve…

signature

4 Comentários

  1. O livro parece ser bem interessante, não é o tipo de leitura que costumo me interessar, mas você escreve tão bem, que dá vontade de ler. Parabéns Lia.

    • Obrigada, é um livro bem legal, daquele tipo que temos que prestar atenção nas mensagens escondidas no texto. Obrigada e continue acompanhando as resenhas.

  2. É um livro leve, interessante e com uma mensagem final muito linda. Obrigada e continue acompanhando as resenhas.

  3. Livro colorido e bastante interessante. Achei legal a questão da interação que você citou entre a autora e o leitor. Parabéns pelas suas palavras, parece ser um livro bem legal.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here