Dados do Hotel Vivace

2
762

Como vocês sabem, a antologia “Hotel Vivace” utilizará uma técnica de escrita denominada “fix-up”, para tanto é necessário que sejam respeitadas as informações abaixo:

Gerente: Jorge Roberto, rabugento, 49 anos, divorciado, 2 filhos adultos

Camareira do 1º e 4º andares: Glória, 30 anos, mãe de uma filha (Ana) de 3 anos, negra, cabelos crespos e curtos, esbelta, quadril largo, altura 1,68m.

Camareira do 2º e 5º andares: Luíza, 23 anos, estudante, morena clara, cabelos lisos e amarrados em coque, físico: um pouco acima do peso, altura 1,70m.

Camareiro do 3º e 6º andares: Jorginho, 28 anos, ruivo cheio de sardas, homosexual, tagarela, cabelos e barba bem cuidados, magro, altura 1,88m.

Chofer: James, 58 anos, casado, caucasiano, sem muitos atributos físicos, altura 1,70m.

Localidade do Hotel: Copacabana – Rio de Janeiro/RJ

Período dos acontecimentos – Carnaval de 2021

Os números dos quartos a serem distribuídos entre os autores:

1º Andar

Quarto 1309 – Carlos Moraes

Quarto 1313 – Heloisa Kishi

Quarto 1318 – Cecília Torres

Quarto 1327 – Gessyca Freze

2º Andar

Quarto 2309 – Graziella Marques

Quarto 2313 – Tatiana Secco

Quarto 2318 – Marco Antonio

Quarto 2327 – Selene Sodre

3º Andar

Quarto 3309 -Marcelo Victor

Quarto 3313 – Mila Araujo

Quarto 3318 – Christina Hernandes

Quarto 3327 – Carlos Morais

4º Andar

Quarto 4309 – Alana Araji

Quarto 4313 – Rejane Markman

Quarto 4318 – Regina Souza

Quarto 4327 – Thiago Guimarães

5º Andar

Quarto 5309 – Tauã Verdan

Quarto 5313 – Erdevaldo Oliveira

Quarto 5318 – Pedro Henrique Moreira

Quarto 5327 – Vitor G Munerato

6º Andar

Quarto 6309 – Mari Moura

Quarto 6313 -Tatiana Facco

Quarto 6318 – Sueli Montanheiro

Quarto 6327 – Carlos Alberto

7º Andar

Quarto 7309 – Heloisa Kishi

Quarto 7313

Quarto 7318

Quarto 7327

Mais quartos serão acrescidos na medida que tivermos novos inscritos.

 

2 Comentários

  1. Obrigada por reservar o quarto 7309.
    Esse quarto ninguém queria por ser num andar muito alto e principalmente por ter sido onde aquela moça hospedará no ano passado, com intuito de se jogar de lá e acabará conseguindo, numa distração da acompanhante.
    Perfeito, porque a pessoa que irá se hospedar não ficou sabendo da tragédia, mas é uma pessoa bem prepotente e gosta de pisar em todos que vêm pela frente.
    E dizem que o fantasma da moça ronda por lá nessa época de carnaval.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here