E Se…

0
574

E Se…

 

Silvia estava esperando conseguir um emprego depois de deixar vários currículos em diversas empresas. Fazia tempo que havia saído do último emprego e a vida não estava fácil. Como havia deixado seu telefone celular nos currículos aguardava o contato em casa. Esperou durante muito tempo, mas esse contato não veio. E SE tivesse ido até uma delas e conversado, será que teria conseguido o emprego?

Paulo era jogador de futebol profissional, seu time conseguiu chegar à final do campeonato e em um dos lances capitais da partida ele tinha a posse de bola e estava de frente ao gol, sendo bloqueado por um zagueiro e o goleiro do time adversário. Ao seu lado, completamente livre, estava um jogador do seu time. Ao invés de passar a bola, Paulo tentou fazer o gol e perdeu. E SE tivesse realizado o passe, será que seu companheiro teria feito o gol?

Rogério conheceu uma moça através dos contatos de amigos e a convidou para um cinema no shopping, escolheu um filme de terror, porque queria que a moça ficasse com medo e assim se aproximasse mais dele, mesmo depois que ela disse que não gostava daquele tipo de filme. E SE tivesse escolhido o filme de comédia romântica que também estava passando no mesmo cinema, será que o romance teria engatado?

Em 2014, tive oportunidade de postar o meu primeiro livro na plataforma Wattpad, e assim conhecer uma editora que publicou a minha primeira obra. E SE não tivesse postado, será que teria publicado naquela oportunidade o meu livro? Será que teria conhecido outros autores e as pessoas que conheci quando o lancei?

Esses casos e mais milhões de outros mostram que uma decisão, certa ou errada, afeta a vida de todos nós.

Quantos já se perguntaram por que existe o SE? E que se tal condicional não existisse, como seria a nossa vida?

De fato, eu mesmo, algumas vezes, me questionei sobre algum fato da minha vida, SE não tivesse acontecido do jeito que aconteceu, SE tivesse sido diferente caso a decisão fosse outra. Como teria sido ou como estaria hoje?

Muitas vezes somos levados pela intuição, e outras tantas por pura teimosia, como o caso do jogador de futebol que queria ser o herói, mesmo com o companheiro em melhores condições de marcar o gol.

Acredito que o E SE exista para que tomemos conhecimento de nossas limitações. Para que saibamos onde erramos e, desta feita, possamos consertar o erro. Como seres humanos, somos falhos e carentes de perfeição, sujeitos às lições que a vida nos oferece. Resta-nos apenas aceitar as condicionais da vida. E SE…

  

Antonio Henrique Fernandes Neto

Colunista

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here