Final Infeliz ou Feliz?

7
1135

Passar muito tempo com alguém partilhando de bons e maus momentos, tendo afeição a cada dia, e ganhando uma quota de amor conquistado diariamente (ou não), são fatores que nos levam a deprê pós termino.

Mas seria realmente um final infeliz ter nossos corações quebrados após perder um amor que era considerado verdadeiro?

É difícil ter de lidar com as lembranças que vão e vem em nossas mentes. A nostalgia a cada manhã quando abrimos os olhos e nos lembramos do que foi bom e não termos mais a pessoa ao nosso lado. Ao mesmo peso em que isso nos levará a uma maturidade.

O sofrer dessa circunstância nos leva a um grau de amadurecimento que carregaremos para o resto de nossas vidas e logo nos fará ter uma perspectiva diferente. Aprendemos a nos amar primeiro antes de embarcar na ideia de amar outra pessoa. Estaremos mais atentos a questões de apego e afeto. Observaremos a reciprocidade.

Chorar, sofrer, se trancar num mundo somente nosso por um período, perder a confiança nas pessoas, ter medo de se relacionar novamente, tudo isso faz parte do período pós termino – do final infeliz –, mas, tudo isso no final de contas torna-se autoconhecimento, maturidade e liberdade.

E é na liberdade que nós encontramos o verdadeiro fim: o final feliz.

É como eu vejo. E você, concorda ou discorda?

7 Comentários

  1. Acredito que o final pode ser feliz ou infeliz e que isso dependerá muito de como as pessoas lidam com seus problemas e desilusões. Mas concordo que somente na liberdade podemos encontrar nosso final feliz e quando falo de liberdade falo mais da liberdade de espírito, do coração livre, capaz de se amar em todas as circunstancias, indepente de estar sozinho ou acompanhado.

  2. Parece que foi feito para mim esse texto obrigada!
    Você definiu bem o que acontece dentro da gente depois do fim de um “grande amor”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here