Love is in the Air – Sic – Antologia

0
384

Quatro histórias. Quatro autoras. Quatro casais. Quatro contos que retratam o mais nobre dos sentimentos, juntamente com as duas dores e delícias, seus encantos e desencantos, suas convicções e dúvidas: o amor. Quando a editora orientou para que fosse escolhido um livro para a parceria com o Arca, eu me identifiquei com a sinopse deste, e minha expectativa foi amplamente superada.

Tendo como ambiente a cidade de Londres, o primeiro volume de “Love is in the Air” é uma coletânea de contos publicada pela Ler Editorial, lançado em 2017. Com 251 páginas, o livro foi organizado pela Beatriz Soares e seus textos escritos pelas autoras: Eva Zooks, Tamires Barcellos, Catarina Muniz e Paola Scott.

Estou aqui meu amor e sempre estarei… Sei que a espera é difícil e que o tempo parece não andar quando estamos separados, mas tenhamos fé, pois o dia em que estaremos juntos para sempre se aproxima” (pág. 12).

O primeiro conto se chama Lembranças de um Outono em Londres e foi escrito pela Eva Zooks.  É o mais curto dos quatro. Há uma mistura de romance com fantasia. Edmond é um soldado britânico que foi traído por aquele que ele considerava seu melhor amigo. Em consequência do que se sucedeu à traição, Edmond está “preso” e só pode encontrar a sua amada Gabriela uma vez por ano. Nesse único encontro o casal desfruta de momentos maravilhosos e reforçam um para o outro a certeza de que um dia, eles poderão finalmente estar juntos, sem interferências.

Então, eu o vi. Mesmo com a dor forte, percebi que era o novo vizinho, simplesmente por ser o homem mais lindo e diferente em quem já pus os olhos” (pág. 37).

Sussurros do Coração da Tamires Barcellos é o segundo conto, e o que eu mais gostei. O casal Samantha e Henry são pessoas lindas. A garota passa os seus dias entre as tarefas da casa, e os livros, seus amigos, que a leva a outros mundos. Ela ouve os pais comentarem que um novo morador chegou ao bairro, mas é uma pessoa estranha e todos devem manter distância. No dia seguinte, ao ir buscar alguns livros na biblioteca, ela sofre um acidente, e se não fosse a intervenção de um estranho, seria mais grave.

Samantha ao encarar os olhos de seu salvador, teve a certeza de que era a pessoa a quem deveria evitar. Contrariando as recomendações, ao recuperar-se do acidente vai procurar Henry para agradecê-lo. Muita coisa acontecerá a partir desse encontro. Revelações surgirão e o casal terá que enfrentar as adversidades.

Liz me olhou com surpresa. Baixou os olhos, parecia envergonhada. Falou-me que não era uma pessoa fácil. Respondi que nunca tinha conhecido fácil na vida… Insisti. Falei que queria tentar” (pág. 129).

Catarina Muniz assina o terceiro conto que se chama A Mania da Ninfa, o mais quente dentre os quatro. O jovem médico Richard vai fazer residência no St. Mary Hospital, e lá conheceu Elizabeth, três anos mais velha, e sua superior imediata. Liz, como é carinhosamente chamada, tem comportamento estranho, o que chama a atenção dele. O rapaz acaba por descobrir o “segredo”, coisa que o faz aproximar-se mais dela e daí surge o envolvimento.

Liz é sedenta por sexo. Para ela não há hora, dia nem lugar. Apesar do seu sentimento, e das transas intensas que eles realizam, Richard está cansado, se afastou dos amigos, e sua família não aprova o relacionamento. Ele sabe o que precisa ser feito, mas está preso àquela mulher, e o que ele sente é muito mais forte.

Os cabelos escuros, apenas um pouco mais compridos na parte da frente, caíram na testa com o vento… A barba lhe conferia um ar ainda mais sério. Não era apenas bonito. Era lindo, de verdade. E gostoso. Definitivamente, gostoso!” (pág. 199).

O último conto, escrito pela Paola Scott, nos transporta ao mundo da literatura. Em Nos Arredores de Londres a jovem Catarina foi selecionada para fazer a tradução do livro de um autor estrangeiro que ainda não teve sua obra publicada em português. Antes dessa tarefa, ela viaja para suas merecidas férias com destino à capital da Inglaterra.

Passeando pelas ruas de Londres, entra numa livraria onde está acontecendo um lançamento. Ela se interessa pela obra e resolvi comprar e pegar o autógrafo. E aí que conhece o Sebastian, com o qual viverá momentos de conversas proveitosas e momentos de prazer inesquecíveis.

As histórias são narradas em primeira pessoa, sempre por algum personagem. Os textos são muito bem escritos; as autoras estão de parabéns. Os textos prendem o leitor, e é possível concluir as mais de 200 páginas num único dia.

Duas coisas que me prenderam bastante e me fizeram gostar ainda mais do livro são as referências musicais e literárias mencionadas pelos personagens. No final do livro aparecem as canções mencionadas e seus respectivos intérpretes.

É uma leitura gostosa, agradável. Ah, e sem essa coisa de serem histórias apenas para mulheres. O público masculino também se sentira envolvido por estes contos.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here