1. Fale-nos um pouco de você.

Chamo-me Mari Ferreira, tenho 28 anos e sou de Ponta de Pedras município do interior da Ilha do Marajó, nasci em uma comunidade ribeirinha chamada de Tijucaquara a mais ou menos 1 hora da cidade, sou filho de pais analfabetos, que incentivaram os filhos o valor do estudo na vida das pessoas. Atualmente trabalho e estudo na cidade. Estou no 1 ano do curso de historia.

  1. O que você fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

Eu sou um apaixonado por historia, atualmente além de trabalhar em um supermercado, sou estudante do curso de historia. Minha inspiração na verdade já nasceu comigo, costumo dizer que veio no pacote de fabrica, pois já muito pequeno gostava das historias contada por meu tio em volta de uma velha lamparina, e uma das primeiras coisas que fiz ao aprender a escrever foi passar para um caderno cada coisa que ouvir dele. Hoje em dia nem entendo o que escrevi mais tenho certeza que era as mais fantásticas historias de horror que escutei dele.

  1. Qual a melhor coisa em escrever?

Para mim a sensação de transcendência de sair do estado natural em que me encontro e ir para as dimensões onde sou diversas pessoas ao mesmo tempo, em diversos lugares que minhas condições não me permitiriam… kkkkk

  1. Você tem um cantinho especial para escrever? (Envie-nos uma foto)

Sim, e uma mesa no canto do meu quarto, já estou tão acostumado nesse lugar que as historias vem automáticas ali.

  1. Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

Eu escrevo ficção cientifica e terror mais já passei pela fantasia e pelo romance também.

  1. Fale-nos um pouco sobre seu (s) livro (s). Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?

Estou terminando meu primeiro, será um livro de contos de fantasia. O titulo provisório ainda e o do primeiro conto, O ULTIMO LOBO BRANCO. As inspirações dos personagens vem de minhas observações da vida, o personagem principal desse conto eu me baseei em um colega de trabalho (que ele não saiba disso)

  1. Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?

Dependendo do que eu vou escrever, as pesquisas são diferentes, como tenho uma tendência a fantasias e ficção cientifica, minha primeira ideia da historia sempre começa com uma pesquisa na internet e em APPs de imagens de cenários de cidades, depois pesquiso sobre o tema central da historia e ai recorro ao google e as pessoas em minha volta, um pouco de observação e esta pronto.

  1. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

Eu não costumo ter um determinado autor que inspira minha criação, sempre leio de tudo todos os estilos me atraem como leitor e talvez por isso não tenha escolhido um para me inspirar.

  1. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

Ainda não tentei publicar nada, sempre achei que minha escrita precisava melhorar para que eu pudesse publicar algo, entretanto meu amigo Samuel que também e escritor disse que eu preciso publicar as historia que escrevo e que muitas vezes ficam salvas em arquivos e ninguém saberá que foram escritas. Então estou agora trabalhando e organizando alguns dos diversos contos que escrevi e para tentar publicar.

  1. O que você acha do novo cenário da literatura nacional?

Eu gosto dessa proliferação dos livros nacionais pela internet, acho que a internet veio a ajudar aos escritores nacionais que antes pareciam viver a sombra dos grandes escritores, sem muito espaço para mostrar seu trabalho.

  1. Recentemente surgiram várias pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?

Vejo com bons olhos, esse boom mostra a capacidade do povo brasileiro de criar boas historias umas boas outras nem tanto, o que precisamos e apenas de incentivo e reconhecimento.

  1. Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?

Um pequeno problema principalmente para escritores iniciantes que precisam mostras que seu material e bom, uma disputa injusta com os livros de autores conhecidos e badalados que so o nome já vende o livro.

  1. Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

Viajem ao centro da terra – Júlio Verne… Meu Deus que livro fantástico…

  1. Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da música + cantor)

Liberdade – Gloria Groove

  1. Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

Ainda não… mais aguardo ansioso esse livro!

  1. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

Tenho vários… kkkkk… Estou terminando meu livro de contos que eu pretendo lançar daqui pro final do ano… e estou trabalhando no meu livro de ficção cientifica, se trata de um homem que apois um acidente desperta em um lugar diferente, uma realidade distopia onde o mundo esta em destruição completa e ele descobre que na verdade uma maquina e tem a missão de exterminar a vida que resta para que o planeta tenha chance de reviver…

  1. Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

Sim, algumas vezes quando estou afim de um livro que não sei se e bom ou não então dou sempre uma vasculhada nos blogs e também em canais do Youtube.

  1. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

A única pessoa que eu seria tão infinitamente feliz se lesse meu livro, seria minha mãe.

  1. Qual a maior alegria para um escritor?

Ter pessoas que compre seu livro por que amou a historia!

  1. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

Um conselho e de uma oportunidade para os escritores nacionais, e uma oportunidade principalmente para os que estão começando, eu sei que começos são sempre difíceis e dramáticos, mas se tem algo que todo escritor precisa ter e persistência e amor ao que faz!… Não apenas pelo dinheiro, tem que ser porque você ama demais escrever.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here