1. Fale-nos um pouco de você.

Sou uma mulher completa, já plantei minha árvore, já fiz três lindos filhos  e já escrevi um livro. Adoro poesias, contos e prosa poética . Meu autor de raiz é Machado de Assis, mas hoje há tantos outros para admirar, sou feliz quando escreve, sou feliz quando leio e sou feliz neste meio.

  1. O que você fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

Sou Team Leader na startup SumUp, trabalho com gestão de pessoas há 15 anos, desde os 8 anos escrevo, aos 12 fiz a primeira poesia que apesentei na escola do dia das mães. Fui inspirada por uma tia que escrevia e me ensinava o gosto pela escrita e leitura e hoje é uma famosa escritora.

  1. Qual a melhor coisa em escrever?

Escrever é viajar sem sair do lugar, é viver historias que não vivemos, perder os medos, idealizar heróis, conhecer lugares, visitar corações, apaixonar se, amar e ser amado, escrever é liberdade. 

3.Você tem um cantinho especial para escrever? (Envie-nos uma foto)

Hoje não mais, já tive.

4.Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

Gosto muito de romance, já escrevi cordel, conto infantil, prosa, poesia sempre mais para o lado romântico.

  1. Fale-nos um pouco sobre seu (s) livro (s). Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?

Participei de Antologias, com contos infantis e lúdicos. Já tive textos  compradas, para publicação pela editora Saraiva em uma coleção. Tenho dois livros escritos mas que ainda não publiquei,  um somente de poesias e um com a historia de vida inspirada em minha avó. Minha inspiração vem do dia a dia, das pessoas que conheço e das historias que vejo na vida real.

  1. Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?

Normalmente se vou citar algum país,  cidade enfim pesquiso sobre para dar referencias e falar com propriedade sobre pontos turístico , clima e cultura.

  1. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

Gosto muito da escrita de Machado de Assis, mas hoje em dia tanto a linguagem quanto o enredo são diferentes para pescar um leitor, mas ainda guardo referencias da maneira sugestiva e misteriosa de escrever.

  1. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

Sim.

  1. O que você acha do novo cenário da literatura nacional?

Temos muitos talentos escondidos em uniformes de fabrica, em favelas, em escolas, hoje os escritores, poetas e afins não são valorizados, não tem espaços para divulgar seus trabalhos, não tem estimulo do governo, que não quer cidadãos inteligentes e cultos. Por outro lado temos a internet que facilitou nossa divulgação com os blogs, sites gratuitos, concursos e afins. Mas entendo que devíamos ter mais estimulo, nosso pais já foi conhecido por ser berço de grandes autores, assim como hoje temos grandes talentos porem hoje isto não é valorizado como foi outrora.

  1. Recentemente surgiram várias pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?

Acho que as pessoas tomaram coragem e através da internet e da facilidade se auto promovem, realizam seus sonhos, mesmo que seja para uma obra única .

  1. Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?

Entendo que deveríamos ter uma politica de preços mais acessíveis, livro é cultura, e o povo tem que ter acesso a cultura, então deveríamos lutar para ter preços que todos pudessem pagar.

  1. Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

Dom Casmurro.

  1. Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da música + cantor)

Tocando em frente – Renato Teixeira.

  1. Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

Já li vários livros que gostei e que reli e que guardo, mas não tenho ainda um que possa chamar de livro da minha vida.

  1. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

Sim, tenho um romance que já tem dois capítulos sobre a historia de garoto órfão criado num monastério.

  1. Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

Leio sim, alguns sabem o que estão falando outros nem tem ideia, parecem que não leram o mesmo livro do qual estão resenhando.

  1. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

Elisabeth Missiasci

  1. Qual a maior alegria para um escritor?

Observar alguém  andando pela rua com seu livro nas mãos ate tropeçando por estar distraído lendo, alguém no ônibus concentrado na historia que perdeu o ponto, no parque pessoas deitadas na grama bum dia de sol lendo seu livro e saboreando cada paragrafo com risos e lagrimas misturados sabe? É isso.

  1. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

Eu também sinto iniciante porque sempre escrevi, tenho muita coisa escrita mas poucas publicadas, aos 40 anos estou realizando este sonho de ver cada vez mais textos meus publicados e sendo, saber que alguém vai ler e que vai se emocionar, rir , ficar curioso para saber  o que acontece na próxima pagina, é muito bom. Espero que gostem, que queiram mais!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here