O Príncipe Milho – JackMichel

0
334

O Príncipe Milho é um romance cereal ou um conto de fadas da lavoura?

Quem lê esta obra infantil da autora JackMichel fica fascinado com seu universo faiscante, lendário, novelesco.

Aqui o enredo corre solto como se fosse uma esfera num ambiente social distinto: o palácio.

Suntuosidade, cortesões, príncipe, princesas, assim como a vida na corte, são apresentados de forma aceitável para todas as compreensões.

A história se passa numa sociedade de milhos que, vivendo como pessoas, têm vontade própria, exercendo atividades em seu estado gregário.

Tudo acontece em três atos:

– Comunicado de casamento: “Alteza, eu tenho uma notícia de suma importância para lhe dar!’ ‘É mesmo? E que notícia é esta?’ Perguntou Milho, curioso. ‘Bem… é que nós, os conselheiros reais, decidimos que chegou o momento de Vossa Alteza se casar.’ Explicou Mileto.”

– Teste de noivado: “Milho se levantou do trono bastante lampeiro e, aproximando-se das princesas, disse: ‘Senhoritas, aqui nesta caixinha está contido o principal símbolo do principado de Milharal: o anel espigado. Pois bem… aquela que conseguir acomodar o anel de maneira perfeita em seu dedo tornar-se-á a rainha deste principado’ Finalizou ele.”

– Casamento: “O casamento real se realizou na manhã seguinte e graças à extrema eficiência dos conselheiros reais, correu tudo às mil maravilhas:”

O matrimônio do casal de milhos por fim se realiza com muita pompa, entre bolos, champanhe, padre, populares, reafirmando mais uma vez que o amor venceu.

Safra com colheita certa para devoradores ávidos de livros, que possuem um roçado cheio de intelecto.

 Resenha de Izabel de Bruce – Assessoria JackMichel

(cedida pela autora para fins de divulgação)

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here