O que move? Ou te comove?

2
1088

O que te move? Ou te comove?

 

O que nos faz acordar todos os dias pela manhã, levantar, tomar café e ir, ou ao trabalho, ou à escola?

Mesmo sabendo que o fim de todos é o mesmo: a morte?

Creio que, além de nossa mente estar preparada para isso, há uma coisa chamada VIVER A VIDA. E isso em toda a sua plenitude. Com erros e acertos.

Ninguém diz a você que será fácil, que a caminhada será só descida… não! Tem descidas, tem pedras, muros e diversos outros tipos de obstáculo que a vida nos encaminha.

Entretanto, ao caminhar a vida, vamos encontrando e conhecendo pessoas que fazem valer à pena esse andar. Pessoas que preenchem cada vazio de nossa existência. Claro que é preciso lapidar essas pessoas como se fosse uma pedra preciosa, o que na verdade são. E cada pessoa que passa em nossa vida nos deixa um pouco de ensinamento, sabedoria. Basta que saibamos agir como um apanhador de sonhos, pegando e filtrando aquilo que é bom.

Conhecer o que é ruim também é importante. Muitas vezes precisamos estar do outro lado da moeda para dar valor à própria vida, sem criticar aos outros.

Os sábios dizem que para que se tenha uma vida plena e que uma vida seja realmente chamada de VIDA, é preciso fazer uma coisa: AMAR. É o Amor que tem por objetivo ser o Norte de nossas existências. Aquela coisinha que aprendemos dentro de nossas casas e que, por obrigação, podemos e devemos estender a quem não faz parte de nosso círculo familiar.

Isso é o que nos move. Ou devia mover.

Agora, quando alcançamos o Amor, chegamos ao que nos comove.

Se alguém se comove com outra pessoa, ou com algum tipo de situação delicada, mesmo envolvendo o seu animal de estimação (selvagem também vale), é porque até aqui o Amor esteve presente. O contrário não existe. Ninguém que não tenha experimentado o amor consegue se comover.

Particularmente nunca vi quem não tenha amado nesta vida se comover com um simples gesto. Mas posso atestar que se uma pessoa que nunca amou na vida, por algum motivo, comoveu-se com uma situação, a partir daí ela pode dizer que alcançou o amor.

Se comover não é só se debulhar em lágrimas. Não! É deixar que o seu coração seja tocado de maneira delicada por sentimentos bons, que preenchem e te envolvem.

E quando nos comovemos atingimos um dos grandes objetivos da vida.

Tudo é um círculo. Amar é se comover.. Comover-se é Amar. Não há como fugir disso. Na realidade, não devemos fugir desse círculo.

Antonio Henrique Fernandes

Colunista

 

2 Comentários

  1. Realmente é o amor que faz o giro valer a pena. Passamos por muitos momentos em nossa vida, bons e ruins, porém somente o sentimento verdadeiro, seja por uma pessoa ou até mesmo por um bichinho de estimação é que nos faz sermos realmente humanos. Ouvi em algum lugar que só sabemos o que é bom quando conhecemos o ruim, e de fato, quando é essa associação que fará toda a diferença, e conforme dito no texto, filtrar as coisas boas, mas não somente filtrar, mas levá-las em nosso coração para que nos mova e comova, enquanto as ruins também não devem ser esquecidas, devem ser estudadas e lembradas como aprendizado, mas após esse estudo devem ser arquivadas na última gaveta das nossas lembranças, nas primeiras e mais importantes gavetas da nossa alma, apenas as coisas boas e o amor devem permanecer.

    ótimo texto, me comovi. rsrs

    • Oi Lia,
      obrigado e ainda bem que consegue te comover… vê-se que é uma pessoa amorosa. hehehe.
      bjs

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here