1. Fale-nos um pouco de você.

Sou uma pessoa bem caseira, apaixonada por livros, séries e filmes. 

  1. O que você fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

Sou policial militar. Minha inspiração vem em parte do serviço, em parte das coisas que leio e assisto.

  1. Qual a melhor coisa em escrever?

Pra mim é uma forma de relaxar, esquecer de tudo o mais.

  1. Você tem um cantinho especial para escrever? (Envie-nos uma foto)

No momento não, estou em meio a uma mudança de casa.

  1. Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

Suspense policial. Não.

  1. Fale-nos um pouco sobre seu (s) livro (s). Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?

Esse conto era um dos capítulos do meu livro sobre serial killer. Os nomes dos personagens surgem conforme vou escrevendo, nunca penso neles antes de começar a digitar.

  1. Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro? 

    Toda a estória se passa no Estado onde vivo, conheço pessoalmente cada local citado no livro.

  1. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

Sempre penso em Karin Slaughter e Raphael Montes.

  1. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

    Ainda não publiquei nenhum.

10. Recentemente surgiram várias pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?

De um modo geral acho bem ruim. Conheço ótimos escritores que não têm dinheiro para publicar seus livros, enquanto alguns péssimos escritores, mas com dinheiro, acabam publicando obras que denigrem a imagem dos autores nacionais. O que acaba fazendo com que a maioria dos leitores busquem sempre por livros estrangeiros.

11. Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?

É o principal fator que faz com que ótimos escritores sejam desconhecidos pela maioria dos leitores.

12. Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

O preço de uma vida da Cristiane Krumenauer.

13. Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da música + cantor)

Kill Bill Whistle – Twisted Never.

14. Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

The Outsiders – Vidas sem rumo, escrito por Susan E. Hinton.

15. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

Somente esse livro sobre um serial killer brasileiro agindo no interior do país.

16. Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

Não.

17. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

Rapahel Montes.

18. Qual a maior alegria para um escritor?

Quando alguém faz um elogio e você percebe que é sincero, que a pessoa realmente gosta do seu trabalho.

19. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

Aos leitores peço que acreditem na literatura nacional, temos ótimos escritores. Pra quem está começando, assim como eu, nunca desistam e aceite as críticas como incentivo para melhorar sempre.

 

Um comentário

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here