Uma casa no fundo de um lago – Josh Malerman

0
188

O primeiro livro do autor “Caixa de pássaros” é um dos meus livros favoritos e ler “Piano vermelho” foi uma decepção muito grande, mas decidi dar uma chance quando surgiu o lançamento deste livro e percebi que estava com um sorriso enorme quando terminei a leitura, pois conseguiu atingir minha expectativa anterior.

Sinopse: O novo livro do autor do best-seller Caixa de Pássaros.
James e Amélia têm dezessete anos. Em comum, além da idade, têm o fato de estarem um a fim do outro e de serem tomados pelo nervosismo quando James chama Amélia para sair. Mas tudo parece perfeito para um primeiro encontro: um passeio de canoa pelos lagos, levando um cooler cheio de sanduíches e cervejas.
À medida que se aprofundam na exploração, os dois chegam a um lago escondido e encontram algo impressionante debaixo d’água. Um lugar perigosamente mágico: uma casa de dois andares com tudo que tem direito — móveis, um jardim, uma piscina e uma porta da frente, que está aberta.
Enquanto, fascinados, vasculham o imóvel e tentam passar uma boa impressão para o outro, cresce o medo. Será que um local misterioso como aquele esconde alguém — ou algo — vivo? Uma coisa é certa: depois de mergulhar nos mistérios da casa no fundo do lago, a vida deles jamais voltará a ser a mesma.

Esse pequeno livro traz como protagonista um casal de apenas dezessete anos, que ao meu ver estão bem apresados para algumas coisas. Ao dar início ao relacionamento, James propõe um passeio em um lago e é a partir deste ambiente que toda a narrativa é desenvolvida.

O que me chama a atenção para a leitura do livro é justamente ter uma casa mobiliada no fundo de um lago e o mais louco: está em perfeito estado. Com uma narrativa mais elabora, tive a impressão que demorei para finalizar o livro, mesmo lendo em apenas um dia.

Com capitulo curtos, Josh mostra todos os aspectos que os descrevem como um ótimo autor, e isso para mim é maravilhoso, pois regata tudo que faz amar um livro: escrita e história envolvente, como no primeiro livro do autor, já adianto que algumas perguntas criadas durante a leitura não serão respondidas.

O livro acaba ficando noventa por cento concentrado apenas no casal principal, que ao meu ver é ruim, pois temos apenas esse ponto de vista e se talvez trouxesse mais personagens à tona, creio que alguma outra explicação para o lago ou a casa seria revelada, mas entendo que a intensão é ficar apenas neles, isso serve como explicação para o porque de o livro ser pequeno.

Para mim o livro pode ser tratado como uma grande metáfora ao que é o amor, mas todo esse desenvolvimento, eu não irei explicar, pois posso acabar dando spoiler do livro para justificar minha ideia.

Esse é o terceiro livro que leio do autor e continuarei lendo para equilibrar minha balança quanto a escrito de Josh. Minha nota para esse livro foi 4/5 estrelas no meu Skoob. A diagramação está ótima para o “padrão Intrínseca”, tem até um fundo desenhando no início de cada capítulo.

Até a próxima, quero saber sua opinião, comentem o que achou, deixe suas impressões.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here